Assim devia ser a viagem?
Quero servir-me deste blog para aprender português e divertir-me enquanto recordo alguns velhos quadrinhos espanhois (algum atual). Seguramente logo de mil anos eu rirei com todos os absurdos gramaticais e erros ortográficos... "Terei um montão de post por corrigir!"
Perdoem os erros gramaticais, qualquer indecisão ortográfica, e assinalem essas faltas se dispusserem de tempo, obrigado!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Mortos-vivos e direitos humanos.

Existem sites de relacionamento para zombies fãns de quadrinhos de zombies? Se vossos amigos são zombies enviai-lhes esta direção eletrônica [link]--> finado.net

No grande auge da coisa, Xavier Morrell tem disponibilizado gratuitamente sua obra Finado mediante leitura online (com licença Creative Commons), BD criada em 2004 que
despois de várias tentativas de publicação nunca pôde ser lida. Sua idéia é restituir a substância política que caracterizou a este gênero, assim sendo, encontraremos um mundo como o nosso onde uma pequena cidade nos EUA chamada Finado ficou dividida em duas zonas urbanas repartidas entre o Sul e o Norte por um grupo de ambientalistas, anarquistas, comunistas, pacifistas e outros seres humanos igual de sensíveis, e a companhia dos irredutíveis homens do capitalismo patriótico regidos pelo Sheriff. Mortos-vivos e símbolos do No man's land (uma igreja cheia de gente viva ou morta e um centro comercial asolado por jovens). No entanto, a clave da natureza desta história em quadrinhos tem um caráter sexual que começará a ser desvelado neste primeiro número da série.
Com roteiro de Xavier Morrell, desenhos de Fabian Slongo e colorização de Nicolás Brondo, a socialização de Finado se acompanha com portadas e cartazes realizados por Konstantin Novosadov recordando à propaganda soviética.

[]--> The Zombies's blog

Nenhum comentário: