Assim devia ser a viagem?
Quero servir-me deste blog para aprender português e divertir-me enquanto recordo alguns velhos quadrinhos espanhois (algum atual). Seguramente logo de mil anos eu rirei com todos os absurdos gramaticais e erros ortográficos... "Terei um montão de post por corrigir!"
Perdoem os erros gramaticais, qualquer indecisão ortográfica, e assinalem essas faltas se dispusserem de tempo, obrigado!

sábado, 8 de agosto de 2009

Historieta espanhola: 150 anos.

Vinhetas de cristal. A grande impressão da semana está na revista-web Tebeosfera, ao principiar este novo número quatro há artigos interessantes sobre mas um deles (especialmente surpreendente para mim) recordoume uma columna de Sonia M. Bibe Luyten no Universo HQ com o título de [link]--> Portugal: das histórias aos quadradinhos às bandas desenhadas. Encontrei nesa seção Quadrinhos pelo mundo a porta do quarto da prensa satírica portuguesa, um personagem emblemático, autores e o nome de uma revista, Lanterna Mágica, cujo sentido tenho reparado depois dá leitura de Viñetas de cristal. Las historietas de las placas de linterna mágica en el ámbito doméstico (1850-1920) (TEBEOSFERA, Madrid, 31-VII-2009), dos investigadores Francisco Frutos Esteban y Carmen López San Segundo.
"Athanasius Kircher quadrinhista!"
, será que no futuro esta brincadeira vai ser clássica? É sério. O artigo faz parte da tese dos autores, 'uma máquina maravilhosa', sua comercialização,
suas temáticas, sua utilização como meio de comunicação.
E agora a conmemoração inesperada... 150 Anos da Historieta espanhola! [link]--> El bilbaíno Víctor Aparicio Landaluze, pionero del cómic español en cuba (UNIVERSIDAD DE DEUSTO, SAN SEBASTIÁN, VII-2004) .
Um texto teórico do investigador Manuel Barrero no que examina a obra de Víctor Patricio Landaluze na imprensa satírica cubana e o desenvolvimento e as origens da Historieta da época. Eumeraçao de antecedentes nas primeiras historietas e "protohistorietas" segundo diferentes investigações, formas de difusão, originalidade da estructura que conforman imagens e textos na obra.

Título: Historietas sevillanas.
Roteiros e desenhos: Andrés Martínez de León.
Editorial: Viaje a Bizancio Edidiones.
Data de publicação: 2008.

[Álbum 27x19, 64 páginas, preto e branco, capa dura. Introdução do historiador e crítico dos quadradinhos Antonio Martín.]

Um novo milagre da editorial
Viaje a Bizancio, a restauração e publicação do primeiro "comic-libro moderno español" (foi publicado em 1926). Folclore, touros e toureiros, história urbana e social, em resumo, um importante trecho da História da Historieta. Velhas, mais ainda diertidas:
A editora mostra páginas []--> Viaje a Bizancio Ediciones
Andrés Martínez de León []--> Tebeosfera
Martínez de León. Humor gráfico en la Guerra civil y bajo el franquismo. (TEBEOSFERA, SEVILLA, 01-XII-2008) Manuel Barrero.
Mais quadrinhos []--> Nilson, o guerrilheiro do cartum

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

VIÑETAS 2009 Tebeoturismo!!!

Ponto de encontro para admiradores da Banda desenhada, entrada franca no Viñetas desde el Atlántico 2009 (pôster do quadrinhista Daniel Acuña): 10 al 16 de agosto.
Além dos bate-papos com autores, as exposições, o catálogo do e os stands das livrarias e editoras, também é um fator que deve ser destacado a presença do stand das Bibliotecas municipais da Corunha no que todos os visitantes ao festival poderão ler quadrinhos dos autores convidados, novidades e obras marcantes da Historieta européia, americana e japonesa, mediante empréstimo temporário. Este mesmo stand terá um computador para que os tebeoturistas possam consultar qualquer informação sobre a cidade ou suas bibliotecas; ademais,haverá mais uma chance de ganhar um presente para aqueles que respondam o questionário dedicado aos personagens dos quadradinhos no blog bibliotecário, link--> Fancomic.

Autores:
Alex Cal Emma Ríos
Enrique V. Vegas André Julliard
José Fonollosa Paco Roca
Scott McCloud Posy Simmonds
Pasqual Ferry Vittorio Giardino

Blog [Link]--> Viñetas desde el Atlántico

[LINK]
Mapa do festival [LINK]

Ainda que entre os stands encontraram algumas livrarias com álbums e revistas de histórias em quadrinhos de segunda mão na coruña há algumas outras boas grutas onde atopar tebeos exóticos, esquisitos, roídos por demônios. Meus buracos mais querido e a livraria O Moucho (muito próxima a uma das exposições do festival, Calle De La Amargura 33): atualmente, grande quantidade de números dás revistas como Cairo, Cimoc, Delta, Creepy, 1984, Zona 84, El Víbora, Más Madera, el Jueves, Rambla, Viñetas, Mortadelo, TBO, Guai!, comicbooks de superherois (edições espanholas, USA, francesas, e italianas e brasileiras), grande número de álbums entre os que recordo a George Pichard, Beroy, Auclair, Chiqui de la Fuente, Ibañez, Jan, Ivá, Jodorowsky, Jeronaton, Víctor Mora, Annie Goetzinger, Usero, Max, Ventura y Nieto, Moebius/Giraud, Bernet, Toppi, Crepax, Alfonso Font..., e também álbums de superherois e humor grafico.