Assim devia ser a viagem?
Quero servir-me deste blog para aprender português e divertir-me enquanto recordo alguns velhos quadrinhos espanhois (algum atual). Seguramente logo de mil anos eu rirei com todos os absurdos gramaticais e erros ortográficos... "Terei um montão de post por corrigir!"
Perdoem os erros gramaticais, qualquer indecisão ortográfica, e assinalem essas faltas se dispusserem de tempo, obrigado!

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Víctor de la Fuente, um livro.

Título: Victor de la Fuente. Homenaje.
Autor: Félix Velasco Fargas.
Editorial: edição conjunta Recerca editorial, Black & White e Almargen editorial.
Data de publicação: 2003.
[24x17, 131 páginas,
boas imagens das obras estudadas, entrevista a Víctor de la Fuente e colaborações gráficas e escritas de desenhistas e críticos.]
"Un estudio sobre la obra del gran maestro español de la narrativa gráfica."

Ainda que desgraçadamente este livro não teve a sorte de ser apresentado a seu público como um bestseller ou uma enciclopédia destinada a obter repercussões mundiais no âmbito dos quadrinhos, quem o tenham lido se sentiran animados a reclamar para seu criador, Félix Velasco Fargas, qualquer prêmio dos que possam outorgar-se atualmente a este tipo de trabalhos. Provavelmente não são poucos os leitores de quadrinhos que nos interessamos pelas últimas reedições de HQs de Víctor de la Fuente (link-Sunday, link-Haxtur) pelo conhecimento prévio deste estudo.
Dotado de uma grande perspicácia para identificar as modalidades e características do estilo de Víctor de la Fuente, o autor deste estudo homenage analisa os quadrinhos que por sua maior extensão permitem uma apreciação imediata de seu valor narrativo. Sunday, Haxtur, Mathai-dor e Haggarth contam cada um com seu próprio capítulo enquanto outras séries (Los Gringos, Amargo, Los Angeles de Acero...) são tratados num mesmo capítulo. Sempre centrando o estudo na apresentação da coesão de duas forças: o desenho (a representação naturalista) e a narração, mas sendo esta última a razão principal da análise.
A leitura desta primeira parte do livro nos aproxima a essas Hqs de maior extensão quase sistematicamente -um enorme esforço, pois oferece ao leitor o relato dos múltiplos recursos utilizados por Víctor de la Fuente conseguindo a sensação de assistir ao desvendamento de um sistema como se se tratasse de uma verdadeira síntese- até concluir numa brilhante síntese sobre a narrativa do desenhista mediante a análise seqüencial de umas páginas de Haggarth. Precisamente, a que mereceria o qualificativo de 'Obra cume de Víctor de la Fuente' em opinião de Félix Velasco.
Já a segunda parte serve como mostra do alto apreço que colegas de profissão e críticos dos quadrinhos guardam a este desenhista. A pequena galeria de desenhos e artigos de Carlos Giménez, Azpiri, Adolfo Usero, Paco Najera, Jesús Cuadrado, Agustín Riera, Josep María Beà... são o complemento perfeito para um livro titulado 'homenagem'. Ademais a Tabla tebeográfica de Víctor de la Fuente (bibliografia) elaborada por Manuel Barrero é uma inestimável ajuda para o colecionador insaciável.
Algums links:
- O blog Víctor de la Fuente.
- Víctor de la Fuente no Cómics en extinción.
- El rincón de Taula.
- Comic creators.
- Tras las turquesas cortinas.
- Blog do Tex.
- BRASILHQ, o site do autor de quadrinhos Wilson Vieira, no seu post do cinco de julho do 2006.
- Peripecias de Chiquirritipis

3 comentários:

anguloagudus disse...

Este libro es de lo poquito que me faltaba por controlar del maestro. Ya que no lo tengo, por lo menos una buena reseña que me de la pista.
Gracias Ismael.

Ismael Fancito. disse...

¡Creo que está rebajado en la Dreamers tienda!
Me gustaría averiguar que se ha publicado de Víctor de la Fuente en Brasil, a ver si encuentro a quien preguntar.

Ismael Fancito. disse...

"Mathai-dor [y] Haggarth"

Mathaidor [e] Haggarth