Assim devia ser a viagem?
Quero servir-me deste blog para aprender português e divertir-me enquanto recordo alguns velhos quadrinhos espanhois (algum atual). Seguramente logo de mil anos eu rirei com todos os absurdos gramaticais e erros ortográficos... "Terei um montão de post por corrigir!"
Perdoem os erros gramaticais, qualquer indecisão ortográfica, e assinalem essas faltas se dispusserem de tempo, obrigado!

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Um comic espanhol de gênero.

Título: Waldemar Daninsky, el retorno del hombre lobo.
Roteiro: Paul Naschy e Javier Trujillo.
Desenho: Javier Trujillo.
Prólogo: Luis Alberto de Cuenca.
Editorial: Aleta ediciones, coleço Gran Aleta (selo Hegats).
Data de publicação: 2007.
[Álbum 22x31, 80 páginas a cor e capa dura, com entrevistas e notas biográficas de ambos autores.]

Uma das propostas mais singulares e esperançosas da historieta espanhola, tanto que podemos qualificá-la de inovadora, é este Waldemar Daninsky, el retorno del hombre lobo. De fato, se sois aficionados ao cinema de terror vos terá bastado com ver o título desta história em quadrinhos para recordar a clássica película de Paul Naschy.
Mesmo ainda que nunca tenhais visto uma película deste mestre do gênero reconhecereis perfeitamente o seu lobisomem. Pois o Javier Trujillo adapta fielmente a película que definiu a figura desta mítica criatura encarnada pelo ator e diretor Paul Naschy em El retorno del hombre lobo (1972). E que tenha sido uma das pequenas editoriais espanholas a que publicou esta adaptação resulta surpreedente, ainda que não tanto se temos em conta que precisamente Aleta é umha das que com mais força e inteligência está a apostar pelos autores nacionais: Joseba Basalo, o seu editor, deu um tombo ao modelo editorial imperante durante os últimos quinze anos, depois do desaparecimento das revistas de histórias em quadrinhos, recuperando para o mercado espanhol a historieta de gênero.
Dylan Dog, Martin Mystere, Dampyr... também heróis como Invencível de Kirman ou histórias em quadrinhos USA especiais, o Robocop de Frank Miller... Fantasia heróica italiana e francesa, alguns projetos maravilhosos como o Snakes and Ladders de Alan Moore e Eddie Campbell. E o melhor, histórias em quadrinhos de produção própria, historieta: quadrinhos nacionais que não tratam de afastar-se da história em quadrinhos de temáticas populares para credenciar-se simplesmente como comic de autor.
Trujillo, até faz bem pouco mais relacionado com o mundo da ilustração publicitária do que com os próprios quadrinhos, foi nominado como autor revelação do Expocomic de Madrid 2006 por sua série Los Mitos de Asturdeva (link). Só um ano depois, o prêmio do público à melhor obra espanhola lhe foi concedido o seu Waldemar Daninsky.
A história, basicamente a mesma que o filme, cujos principais atores resultam perfeitamente reconhecíveis, narra o confronto entre Waldemar Daninsky e a condesa Erzsébeth Bathory. Desde o ajusticiamiento nos Cárpatos de 1611 dos dois monstros, a vampira sangienta e o seu escravizado nobre o lobisomem Waldemar, até a luta final no noso tempo. Num romântico desenlace.
O caráter de oposição ao mundo cotidiano e a polaridade psíquica de Waldemar o lobisomem, com a que Naschy costuma representar como uma inclinação humana (o amor) se pode dirigir de umha forma elevada ou vil, fica refletida de maneira extraordinária. Inclusive, a meu parecer, este aspecto clássico de suas películas se intensifica ao ter sabido atualizar as figuras femininas com um maior erotismo e ambigüidade.
Eu creo que esse é o terror nos quadrinhos. Não há medo, susto nem surpresa, senão um fazer ver de uniões e distinções contínuas que acordam o erógeno no seio do estranho, o monstruoso. O amor na morte.
O desenho é digital, Trujillo diz na entrevista ter utilizado tableta gráfica e lápis óptico. Finalmente, o importante é o próprio artista, sua capacidade e sua visão da narrativa. Muito cuidada e eficaz, sem ralentizar a ação como costuma ocorrer em tantas adaptações em quadrinhos.
Vinhetas quebradas, seqüências tradicionais e belas páginas que acumulam imagens condensando informação numa abstração feita conjunto de modo semelhante ao volume da memória ou dos sonhos, segundo guardem relação com a ação ou com o fluxo da consciência dos protagonistas. O caso é que convertendo os quadros de texto na sombra do desenho e as vinhetas ao mesmo tempo estes últimos se voltam em vislumbre da palavra, conseguindo assim umha grande fluidez. Como se de um conto se tratasse, tal é a prosa de Paul Naschy.
Decerto, a escrita de Naschy foi causa de controvérsia, quiçá por não ler terror clássico, genuinamente gótico de Maturin ou Radcliffe. Mas um personagem romântico precisa uma linguagem que harmonize com sua figura do contrário resultaria paródico.

*Novo álbum de Waldemar [link]--> La bestia y la espada mágica
.


Outros links:
Web Waldemar Daninsky.
Trailer Waldemar Daninsky.

5 comentários:

Ismael Fancito. disse...

Corrigindo erros 1 (os que vejo, seguro que há muitos mais):

-'umha' = uma

Fátima Gomes disse...

Olá Ismael!
Só hoje vi que você deixou recado,pode traduzir sim,é um prazer saber que minhas noticias estão sendo bem divulgadas.
Como ficou sabendo do meu blog? vc atua na educação? o que é tebeos? risos,não sei espanhol ou casteliano.
Qual o nome da sua cidade? eu moro no nordeste do Brasil, nome da minha cidade é Natal,temos prais muito bonitas.www.natal.com.br
Seja bem vindo ao meu blog,qualquer duvida estou aqui, um abraço.
Fátima Gomes.

Ismael Fancito. disse...

Muito obrigado! Chegue a seu blog procurando informação sobre as histórias em quadrinhos nas escolas brasileiras.
Não, não sou professor. E 'tebeos' é como chamamos em Espanha às histórias em quadrinhos.
Faz muitos anos que não vivo numa só cidade, mudança de residência entre Galicia e Castilla la Mancha onde encontro trabalhos que pouca gente deseja realizar na agricultura ou no setor serviços.
Graças por seu tempo.

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

Ismael Fancito. disse...

Editorial Dolmen publicou Waldemar Daninsky: El origen de la maldición, primeira parte da adaptação do filme La bestia y la espada mágica.

Elorigen de la maldición

NaschyArt.com